sábado, 3 de fevereiro de 2018

Sol, mar e magia.



No vai e vem das ondas
de um mar que é pura magia
meus cabelos esvoaçavam
pelo vento que fez neste dia!
Guarda-sois  voavam
chapéus e bonés rolavam
pessoas à busca sorrindo
um céu azul da cor de anil
Crianças felizes brincavam
fazendo seus castelinhos
tomando um banho de sol
apreciava a natureza
e orando para Yemanjá
a rainha das águas...
Muita paz e tranquilidade
nesses momentos felizes
com meu filho e netinhos
alegrando meu viver....
meditei e agradeci a Deus
pelo dom da vida e pela alegria
de aqui estar nesse recanto
que há vários anos me acolhe
nesses verões abençoados.

(lumah)
03/02/2018
Barra Velha ( SC)
Praia do Sol.

domingo, 28 de janeiro de 2018

Envelhecer

Envelhecer não significa pintar os cabelos de branco, enrijecer as juntas, andar devagar. Tampouco significa se agarrar a velhos hábitos, falar do passado ou contar as baixas entre os amigos. Há muito mais coisa por trás do longo processo de envelhecer do que essa caricatura. Envelhecer é troca, um negócio da vida, que não nos dá nada sem levar algo. Envelhecer significa olhar do cume da montanha, do fim da estrada, de além da curva do rio. É resistir a tempestades emocionais com a tranquilidade dos anos, da riqueza que não está guardada em cofres. Ficar maduro é pesar, compartilhar, doar(se). É compreender em detalhes os caminhos dos outros, particularmente, os tombos; aceitá-los, saber que são indispensáveis. É esperar a chuva sem precisar correr em busca de abrigo. Maturar é arte, magia, descoberta. É serenar angústias despropositadas, alimentadas uma vida inteira. É ver o tempo passar na janela sem medo de perdê-lo, e sem querer desapontá-lo. Envelhecer é saber a meia distância, a meia medida, reconhecendo sonhos inteiros. É tirar as máscaras, guardá-las quando já não cabem. É ver as paisagens projetadas dentro de si, e descobrir o essencial no olhar de cada ser. É escutar o silêncio e aprender com ele. Envelhecer é ser o revés de um cego, de um surdo, de um aleijado. Pois, quando nos faltam as habilidades óbvias, é que despontam as inusitadas. Envelhecer é caminhar em direção à alma. É, certamente, um convite ao mundo das coisas essenciais, exercício de desapego. É curso preparatório para a vida num planeta de gravidade menor.

Marcio Leite

Domingo, 28/01/2018

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

páginas de vida (ll)

  Estou no litoral catarinense há exatamente   23 dias . Com meu filho do meu e seus dois filhos menores, sem a mãe. Agora chegou meu terceiro e último filho que estava em viagem. Pegamos dias chuvosos, cinzentos, com  temporais, mas muito válidos para a convivência em família. Oportunidade. de ver os pequenos de 3  e cinco anos conhecer o mair e ver tantas outras coisas que vão ser inesquecíveis para eles.  Um encanto ver suas descobertas.  Neste período. em que estivemos se internet, ( agora com fibra ótica, já estamos conectados nas redes sociais.)
 Mas deu para perceber que foi bom ter ficado sem conexão um tempinho.  A convivência entre o pai ,  filhos e a avó foi  aquele encontro de amor e acompanhamento as atividades infantis . Um contratempo ontem a noite:
não sei se foi a pressa, a falta de cuidados, cai no banheira,(creme de babelo no chão, sabonete hidratante, chinelo havaiana gasto, bati forte com a cabeça e hoje estou aqui de molho acompanhando a recuperação
o: vários hematomas pelo corpo e gelo ,  o susto  foi grande , com muito esforçoo consegui  me erguer do chão . Tinha que abrir a porta que estava fechada.  Um moça  em casa me socorreu.Filhos no mar.
Hoje, uma meditação: a vida e um sopro.  Poderia ter acontecido o pior, mas Deus me protegeu, Não bati com a cabeça no piso mas no box em acriciílo  que  caiu fora e quebrou os parafusos...Foi u estrondo. O tempo está muito instavel , não curti a praia ainda, mas queira Deus que possa companhar as peripécias dos  netinhos e dos dois filhos homens, que ficam até o final de mês.   Deus no comando. Mas são imprevistos que acontecem. Com todo o ciudado que se tem ainda acontece. Recobrar os
cuidados.
Até mais queridos amigos.  Abra

              (luizamenin manfredi)
           Barra velha, a l0/01/1


quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

2017, um ano difícil para os brasileiros.

2017, um ano difícil para os brasileiros.


O que pensar de um ano que se vai, como este de 2017?

Foi um ano difícil em todos os sentidos: politico, econômico e social. A operação Lava-jato, fez um bom trabalho descobrindo fraudes de grande monta, por políticos e executivos. Prendeu pessoas importantes. Mas, a astúcia e o poder econômico livrou muitos. Quem diria: um Ministro do Supremo Tribunal Federal livrando pessoas já julgadas e condenadas. Com certeza, por nada não fez isso. O que anda atrás dos bastidores, talvez um Padre no Confessionário saberia, mas essa gente não confessa seus pecados e continua praticando. Todas as ações decorrentes desses corruptos, está caindo nos trabalhadores. Impostos , parcelamento e congelamento de salários. Décimo-terceiro parcelado em doze vezes como no Rio Grande do Sul. Os pequenos Municípios estão sofrendo as consequências, o país está inadimplente, o retorno da parte dos Municípios para importantes áreas como Saúde e Educação, sofrendo as consequências. Foi um ano pesado e difícil. Nem esperanças para o próximo ano temos, considerando que a solução virá somente daqui a longos anos. Mas, que Deus dê saúde, paz e que não deixe faltar o alimento na mesa dos brasileiros de baixa renda. Até daqui há pouco 2018, que as agruras e percalços permaneçam no ano que está findando.


                                                (luizameninmanfredi)
                                                27/12/2017

domingo, 17 de dezembro de 2017

Viajantes


V iajantes somos todos, do espaço chamado  tempo
I  ndo ao encontro de cada pedacinho do caminho
A  lgumas vezes tropeçando e levantando
J  amais esmorecendo, levar tudo com positividade
A  ndar sempre altivos e olhando para a frente
N  ada que impeça de seguir metas traçadas
T  endo Deus como guia em cada momento
E  nfrentando com coragem pedras na aparecem
S  omos todos caminhantes desde o nascimento !!

luizammanfredi
Domingo, 17/12/2017


quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Findando o ano.

Findando o ano!

F ugindo dos momentos incautos do ano em curso
I gnorar frustações e fatos que dificultaram solução
N ovas experiências adquiridas ao vencer os percalços
D ivina providência a iluminar nossos caminhos
A avante! A vida segue seu curso e nos convida
N avegar por uma reta ou por atalhos, para vencer
D errotas já não existem, o ano chegando ao final
O rienta que usemos de sabedoria ao enfrentar os fatos.

O ntem já passou, já faz parte do passado, vivamos o presente.

A no novo está prestes a iniciar, novas esperanças surgindo
N ão deixemos que pensamentos negativos invadam nossa mente
O lhemos para o futuro,  positivamente, no ano que está vindo.

                        (luizameninmanfredi)

                       14/12/2017

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Vencendo desafios.

Eram tantos os desafios, que houve momentos em que ela pensou em desistir . Enfrentou adversidades, bateu de frente com os percalços , lutou com persistência e sabedoria. Hoje é uma vencedora


                                (luizameninmanfredi)

sábado, 9 de dezembro de 2017

País à deriva...



Em meio a tantos entreveros e fracassos
no meio politico nacional e donos do Poder
quanto mais se ouve menos se entende ....

Onde vamos parar é uma indagação
é um pais sem um líder leal e verdadeiro
e nossa pobre população entregue aos leões...

sem marinheiro, sem rumo, quase afundando
aguardando um milagre que salve o que restou
e nós, no meio do caminho, aguardando a solução....

           (luizameninmanfredi)

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Aconchego e poesia


A chuva cai de mansinho
molhando a grama do jardim
flores lilás nasceram cativas
próprias do período natalino
Vejo o verde das árvores...
e os pássaros abrigados nelas
água lavando a natureza
da poeira e impurezas
chuva abençoada ....
despertando desejos mil
de estar junto a ti ....
no aconchego de um cantinho
observando tudo, da janela
ou amando, no nosso ninho...
(lumah)
(luizammanfredi)
Publicado no Recanto das Letras
08/12/2016


Resultado de imagem para Aconchego e poesia

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Momentos

Momentos...

Enquanto escrevo lembro com saudades
De tua voz meiga que em versos recitava
e de teus lábios saía um convite ao amor...

De ti guardo, escrito um belo e doce poema
com um perfume que no papel permaneceu
junto, um recado que de mim não esqueceu..

Foste minha inspiração em poesias que escrevi

Não esqueço dos bons momentos que contigo vivi!

                    (luizameninmanfredi)

                    05/12/2017

domingo, 3 de dezembro de 2017

Som da chuva

O som da chuva
Traz saudade e nostalgia
Do que se viveu.


    ( luizameninmanfredi)
     O3/12/2017


quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Atração

Atração.


O sol descia lentamente atrás das montanhas. Atraídos pelo olhar um do outro, juntos viveram um dia de intensa ternura e amor, numa das belas praias do litoral. Brincaram como crianças. Curtindo o final de semana. Dois desconhecidos. Quando a noite chegou, cada um seguiu seu rumo. Quem sabe, um dia encontrar-se-ão novamente.


                        luizameninmanfredi
                         30/11/2017


È tempo de refletir..

É tempo...
De refletir
O ano está findando
quase pertence
ao passado....
Fomos iluminados
e buscamos saídas
para tantos problemas
Um ser supremo
esteve ao nosso lado.
Sustos, dores, percalços
foram superados.
O ano passou depressa
já pertence a história
Agradeçamos a vida
que continua....
à família e os amigos
que temos e cultivamos.


            luizameninmanfredi
            30/11/2017

terça-feira, 28 de novembro de 2017

A vida em seu esplendor...

Caminhando pelos campos
Sinto o frescor da terra
e a natureza em festa!

Obra do Mestre Criador
Plantas, pássaros em revoada
A vida em seu esplendor!

Dias e noites se alternando

Mente e corpo descansando...
  
               luizameninmanfredi
                28/11/2017

               **************


sábado, 25 de novembro de 2017

Dias Cinzentos ( Acróstico)



D-Dias nublados, pacatos, em plena Primavera
I- Incautos momentos de recolhimento e melancolia
A- Ampliam os horizontes de dúvidas e incertezas
S -Serenidade existente faltando sair da letargia ...

C -Ceder a sentimentos que a mente paralisa
I -Inércia péssima companheira da vivência
N -Nadam os pensamentos voam as alegrias
Z -Zunem os grilos na mente sonhadora
E -Enquanto o olhar segue o tempo, da janela
T -Tornando o estado d'alma mais triste que devia
O -O silêncio e a meditação acompanham esse dia
S -Sentindo os efeitos do clima e da nostalgia....

           (luizameninmanfredi)
            25/11/2017


sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Cotidiano

Cotidiano.

C-Cuidar de quem nos rodeia e amamos
O-Ouvir e buscar soluções aos problemas
T-Tentando amenizar dissabores e dilemas
I-Inúmeras vezes quantas for preciso
D-Deixando de lado acomodação e desleixo
I- Indo ao encontro de quem de nos precisa
A-Amor, carinho, um conselho amigo, um auxílio
N-Nada que fizermos nesta vida é em vão
0-Ouvir, atender, gesto bonito que nos faz bem!

                                  (luizamenin)
                                   24/11/2017

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Como cuidar bem de você mesmo!

Como cuidar bem de você mesmo: ( que bom se pudéssemos cumprir)

1. Caminhe de 10 a 30 minutos todos os dias e sorria enquanto caminha.
2. Ore na intimidade com Deus pelo menos 10 minutos por dia, em segredo, se for necessário.
3. Escute boa música todos os dias. A música é um autêntico alimento para o espírito.
4. Ao se levantar de manhã, fale "Deus, meu Pai, Te agradeço por este novo dia".
5. Viva com os 3 "E": Energia, Entusiasmo e Empatia.
6. Participe de mais brincadeiras do que no ano passado.
7. Sorria mais vezes do que o ano passado.
8. Olhe para o céu pelo menos uma vez por dia e sinta a majestade do mundo que rodeia você.
9. Sonhe mais, estando acordado.
10. Coma mais alimentos que crescem nas árvores e nas plantas, e menos alimentos industrializados.
11. Coma nozes e frutas silvestres. Tome chá verde, muita água e um cálice de vinho ao dia. Cuide de brindar sempre por alguma das muitas coisas belas que existem em sua vida e, se possível, faça em companhia de quem você ama.
12. Faça rir pelo menos 3 pessoas por dia.
13. Elimine a desordem de sua casa, seu carro e seu escritório. Deixe que uma nova energia flua em sua vida.
14. Não gaste seu precioso tempo em fofocas, coisas do passado, pensamentos negativos ou coisas fora de seu controle. Melhor investir sua energia no positivo do presente.
15. Tome nota: a vida é uma escola e você está aqui para aprender. Os problemas são lições passageiras, o que você aprende com eles é o que fica.
16. Tome o café da manhã como um rei, almoce como um príncipe e jante como um mendigo.
17. Sorria mais.
18. Não deixe passar a oportunidade de abraçar quem você ama. Um abraço!
19. A vida é muito curta para você desperdiçar o tempo odiando alguém.
20. Não se leve tão a sério. Ninguém faz isto.
21. Não precisa ganhar cada discussão. Aceite a perda e aprenda com o outro.
22. Fique em paz com o seu passado para não estragar o seu presente.
23. Não compare sua vida com a dos outros. Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida.
24. Ninguém está tomando conta da sua felicidade a não ser você mesmo.
25. Lembre que você não tem o controle dos acontecimentos, mas sim do que você faz deles.
26. Aprenda algo novo cada dia.
27. O que os outros pensam de você não é de sua conta.
28. Ajude sempre os outros. O que você semeia hoje, colherá amanhã.
29. Não importa se a situação é boa ou ruim, ela mudará.
30. O seu trabalho não cuidará de você quando você estiver doente. Seus amigos sim. Mantenha contato com seus amigos.
31. Descarte qualquer coisa que não for útil, bonita ou divertida.
32. A inveja é uma perda de tempo. Você já tem o que você precisa.
33. O melhor está ainda por vir.
34. Não importa como você se sente: levante, vista e participe.
35. Ame sempre com todo o seu ser.
36. Telefone para seus parentes frequentemente e mande emails dizendo: Oi, estou com saudades de você !
37. Cada noite, antes de deitar, agradeça a Deus por mais um dia vivido.
38. Desfrute da viagem da vida. Você só tem uma oportunidade, tire dela o maior proveito.
Bons conselhos para uma vida melhor!

       *******************************************************


domingo, 19 de novembro de 2017

14 aldeias históricas para conhecer no Japão.


No Japão há muitos lugares interessantes para se conhecer, entre eles estão sítios arqueológicos e aldeias antigas que datam o período Yayoi e Edo. Embora muita coisa tenha se perdido devido a incêndios, terremotos, guerras e desenvolvimento das cidades ao longo dos séculos, ainda é possível encontrar alguns desses locais muito bem preservados.
Réplica de casas originais foram construídas em alguns locais com o objetivo de manter vivo os costumes locais dos moradores de determinado período. Por causa disso, os visitantes tem a oportunidade de sentir a atmosfera daqueles velhos tempos. Confira alguns desses locais:

1. Shirakawa go 白川郷 (Gifu)


Shirakawa-Go é uma aldeia japonesa que se localiza na fronteira dos Alpes do Japão, a uma hora de Takayama. É famosa pelas suas habitações tradicionais, chamadas gasshoku, inteiramente construídas em madeira e com o telhado coberto por palhas de arroz, que são trocadas a cada cinco anos. No local também é realizado o famoso Doburoku matsuri.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://ml.shirakawa-go.org/en/ [Mapa]

2. Gokayama 五箇山 (Toyama)


Assim como Shirakawa-Go, Gokayama tem casas no estilo Gasshō-zukuri, e também foi tombada como Patrimônio Mundial da Humanidade. Muitas das casas ultrapassam os 300 anos de idade e a razão para a sobrevivência deste estilo arquitetônico tradicional, assim como estilo de vida, é atribuída à localização isolada nas margens superiores do rio Shogawa.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://www.gokayama.jp/ [Mapa]

3. Koka Ninja Village 甲賀の里忍術村 (Shiga)


O Koka Ninja Village é uma aldeia localizada em Koka, uma cidade rural na província de Shiga, não muito longe de Kyoto. Juntamente com a cidade vizinha de Iga, Koka pode ser considerada o berço da cultura ninja, e possui algumas atrações relacionadas a esse tema como o Koka Ninja Village, uma aldeia ninja que abriga casas antigas em meio a uma floresta.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://koka.ninpou.jp/ [Mapa]

4. Yoshinogari Historical Park 吉野ヶ里歴史公園 (Saga)


O parque arqueológico de Yoshinogari, está situado ao norte de Kyushu, no distrito de Kanzaki, província de Saga. O local se caracteriza por possuir 350 casas e mais de 2500 túmulos do período Yayoi (300 aC – 300 dC). A cultura Yayoi introduziu novos tipos de cerâmica, organização social, cultivo de arroz e o uso de instrumentos rituais de bronze em Kyushu.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://www.yoshinogari.jp/en/ [Mapa]

5. Ouchi-juku Traditional Village 大内宿 (Fukushima)


Situado na região de Tohoku, Ouchi-juku é conhecido por suas 30 casas de telhado de palha inalteradas desde o Período Edo e alinhadas ao longo da estrada. Atualmente essas casas foram transformadas em restaurantes de comida local e lojas de souvenires, atraindo milhares de visitantes de todo o Japão que apreciam a atmosfera típica do período feudal.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://shimogo.jp/sightseeing/oouchijuku/ [Mapa]

6. Kayabuki no Sato かやぶきの里 (Kyoto)


Miyama é uma área rural remota nas montanhas a 30 quilômetros a norte do centro de Kyoto. A área é famosa por suas tradicionais fazendas de telhado de palha (kayabuki), das quais mais de 200 podem ser vistas espalhando o campo. Ao contrário de outros vilarejos históricos, essas casas ainda servem de moradia para pessoas que vivem e trabalham no campo.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://shindo-shindigo.com/museum/ [Mapa]

7. Yayoi Village 弥生の村 (Fukuoka)


Yayoi Village está situado na área de Itazuke, província de Fukuoka e trata-se de uma réplica de uma aldeia que existiu entre o final do período Jomon (cerca de 3000 Anos aC) e período tardio de Yayoi (cerca de 200 anos AC). A aldeia considerada a mais antiga do Japão, passou a ser escavada por arqueólogos durante a década de 50 e declarada local histórico em 1975.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://itazuke-iseki.kmtk4.net/ [Mapa]


8. Iyashi no Sato いやしの里 (Yamanashi)


Iyashi no Sato foi construída no local onde existia uma antiga aldeia agrícola às margens do lago Saiko, em Yamanashi. A aldeia foi destruída por um deslizamento de terra durante um tufão em 1966. Quarenta anos depois, as tradicionais casas cobertas de palha da vila foram reconstruídas e reabertas como um museu ao ar livre e uma vila de artesanato tradicional.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://www.fujisan.ne.jp/iyashi/ [Mapa]

9. Otsuka Village 大塚歳勝土跡公園 (Yokohama)


Otsuka está localizada no topo de uma colina em Yokohama e se caracteriza pelas ruínas de uma antiga aldeia que surgiu no período Yayoi (300 aC – 300 dC). Os antigos aldeões viviam em casas de palha dentro de uma área fortificada, o que sugere que naqueles tempos poderia haver conflitos com clãs de outras aldeias ou medo de invasores ou bandidos.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://www.rekihaku.city.yokohama.jp/en/ [Mapa]

10. Tono Furusato Village 遠野ふるさと村 (Iwate)


Tono Furusato Village é uma instalação que reproduz uma vila típica da montanha de Tono que existia durante o período Edo, cujo objetivo é preservar a cultura local, como as casas rurais do estilo Nambu Magariya e as técnicas desenvolvidas a partir da vida cotidiana. Os guias da aldeia, que também são encarregados de protege-la são chamados de Maburitto.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://www.tono-furusato.jp/ [Mapa]

11. Shiraoi Ainu Museum アイヌ民族博物館 (Hokkaido)


Ainu Minzoku Hakubutsukan é também conhecido como Porotokotan, que significa “grande aldeia do lago” na língua Ainu. Trata-se de uma réplica de uma antiga vila, composta por cinco casas de palha ao longo da costa do lago Poroto, cujo o objetivo é de mostrar os diferentes aspectos da cultura e do estilo de vida Ainu, os povos indígenas do norte do Japão.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://www.ainu-museum.or.jp/ [Mapa]

12. Kaitaku no Mura 開拓の村 (Hokkaido)


A Vila Histórica de Hokkaido é um museu ao ar livre nos subúrbios de Sapporo, que exibe cerca de 60 edifícios típicos de todo Hokkaido, datando os Períodos Meiji e Taisho (1868 a 1926), época em que o desenvolvimento de Hokkaido foi realizado em grande escala. Existem quatro seções diferentes: cidade, vila de pescadores, aldeia rural e aldeia na montanha.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://www.kaitaku.or.jp/ [Mapa]

13. Hinohara village 檜原村 (Tóquio)


Hinohara Village está localizado no distrito de Kazuma, a oeste de Tóquio. Lá você encontrará florestas, cachoeira e o “Janoyu Onsen Takaraso”, uma pousada e onsen com 300 anos de idade que originalmente era usado para sericultura. Possui telhado de palha em forma de capacete de samurai, incorporando o espírito guerreiro e rural do período Edo.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://janoyu-takarasou.o.oo7.jp/ [Mapa]

14. Toro Iseki Museum 登呂遺跡 (Shizuoka ken)


Toro Iseki é um sítio arqueológico situado em Suruga Ward, na cidade de Shizuoka. As ruínas datam o século I dC, no período tardio de Yayoi. Descoberto em 1943, foi escavado em 1947-48 e foi designado como monumento histórico nacional em 1952. Réplicas das casas originais foram construídas e a área preservada foi transformado em um parque público.

Link do vídeo (YouTube)
Website: http://www.shizuoka-toromuseum.jp/ [Mapa]

sábado, 18 de novembro de 2017

Dias chuvosos....

Dias chuvosos...
Letargia ...
Vontade de dormir..
De ficar em casa
Olhando a natureza
Pela janela....
A janela de nossa alma
abre-se em nostalgia
e a sensação é de paz
de sonolência....
Dias de primavera....
deveriam ser coloridos
para sentir o cheiro
das flores.... mas,
de tanta chuva
cresceu o mato
em meio delas
encobrindo-as...
Há uma beleza
em dias assim...
precisamos deles
para que tudo se renove
as plantinhas, os pensamentos
a vida, e quando o sol
aparecer, tudo fica mais lindo!
a chuva lavou as plantas
e nos leva à reflexão..

(luizamenin)


Um dia nostálgico....



Hoje o dia amanheceu cinzento, chuvoso, nostálgico. Percalços no caminho, que necessitam de muita reflexão e sabedoria para ultrapassá-los, para que não deixem rastros e dissabores. A vida é uma incógnita, pensamento positivo e preces ao acordar e de repente surge algo para estragar o dia. É difícil lidar com relações humanas, muitas vezes é melhor ficar calado, e não tentar solucionar problemas. Deixar que as coisas se resolvam por si, com o tempo. A família é o bem mais precioso que se tem, os filhos nossa continuidade, mas há momentos em que nossa vontade é ficar naquele cantinho quieta e cuidar somente de nossa vida e deixar que aprendam com as experiências que a vida lhes dá. Quando adultos, os problemas são maiores e doem mais. Chega-se a um momento na vida em que se deseja ter paz e serenidade. Nossa missão de pais, deveriam estar cumpridos, quando eles crescem e já receberam uma boa formação para o encaminhamento na vida. Mas isso não ocorre com todos os filhos. Sempre há problemas a solucionar e quebrar a cara, porque geralmente não são aceitos. E para a mãe que faz o papel de Pai também, as coisas se complicam, porque não tem um ombro para se apoiar. Chega um momento na vida do casal, em que um parte ( no meu caso prematuramente) e aquele que fica tem que resolver as pendências e dissabores que vão surgindo. Essa é a nossa missão.

                                           (luizamenin)
                                          Sábado, 18/11/2017

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Som do vento.

Ouço o som
do vento batendo
nas tenras flores
do meu jardim.
Imagino o que elas sentem
com o roçar do vento
em suas pétalas delicadas
Ao observar a cena da janela
No anoitecer desta quarta-feira
Sinto o quanto a natureza
é misteriosa e perfeita.
Amanhã, as flores estarão
com as cores mais vivas
embelezando o jardim.
Com o vento leve
que as acariciou....
e a brisa da manhã
que embelezou as pétalas

(luizamenin)
Uma tarde quente, abafada,nesta sexta-feira. Vontade de tirar aquela soneca, após o almoço. Li um conto pequeno, um miniconto. Tentei dormir. Senti um vento norte vindo forte. Repentinamente, trovoadas ao longe, anunciavam tempestade, já prevista na meteorologia. Levantei, para fechar janelas e portas da casa. Relâmpagos riscavam os céus. Desliguei as tomadas dos aparelhos elétricos e voltei para a cama. Sem sono, degustei uns bombons que estavam no criado-mudo. E vieram os pensamentos: dos filhos, dos irmãos, dos entes-queridos. Resolvi levantar. A água da enxurrada corria pelo asfalto e levou consigo tudo o que encontrou pelo caminho. Esta Primavera, está marcada por muita chuva, ventos, temporais, destruição no Estado e Estados vizinhos. E o litoral? Praias devastadas pelas ressacas, faixas de areia reduzidas. A Natureza não é mais a mesma. Desleixo do homem com o meio ambiente. Agora sofremos as consequências.


Momentos...

Hoje, recebi uma foto sua, belo,  elegante
E revivi os belos momentos vividos contigo
Semanas, dias, meses, de  muito   chamego..

Quantas afinidades, passeios   e   viagens
Observando cada passagem do caminho
Sorriso nos lábios  e muito amor e carinho

Período lindo que deixou marcas em  nossas vidas

e a certeza e o  desejo de de que em  breve se repita!

                    (luizamenin)

Publicado no Recanto das Letras.
Codigo do Texto T6173737



quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Cortar o tempo

Cortar o tempo
Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra mediante vai ser diferente
Carlos Drummond de Andrade.


terça-feira, 14 de novembro de 2017

Abraços



*** PARA REFLETIR ***

Ah! como seria bom se alguém nos abraçasse
E em silêncio simplesmente nos escutasse
Num abraço sincero de muita amizade e amor
Mas teria que ser forte e apertado esse abraço
Daqueles que junta até o que vida fez em pedaço
Sem se importar com o tempo até que passe a dor
Bom seria se a gente sentisse um abraço desse jeito
Curtir esse momento do toque gostoso junto ao peito
Fechar os olhos e fingir que a distância é só ilusão
Talvez o melhor mesmo seja esquecer esse sonho louco
Pois não há nada igual o abraço mesmo que seja pouco
Como o que recebemos no toque da alma e na batida do
coração.
Amcl - Academia Mundial de Cultura e Literatura
Acadêmico - José Luis Trevisan (AUTOR)
Patrono - Paulo Coelho.
Cadeira - 30


Resultado de imagem para Abraços

  (imagem do google)

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Reflexão.

Hoje eu queria te fazer um pedido,
posso?

Respira fundo, tenta aliviar a mente das pequenices
que tanto te atormentam, relaxa os ombros,
te concentra apenas no silêncio que existe
em algum lugar aí dentro.
Então, olha ao teu redor.
Lembra dos teus amores,
da tua família, daqueles que estão sempre contigo,
dos que estão distantes, dos que já se foram,
dos que te querem bem.
Esquece por um momento a conta no vermelho,
os presentes de Natal, a reunião do meio-dia,
o trânsito infernal.
Deixa pra lá aquela velha mágoa,
não liga para quem te falou uma palavra
um pouco mais ríspida, ignora as picuinhas diárias
e procura te concentrar no que só faz bem.
Não te ocupa com a vida dos outros,
com o problema dos outros, com a roupa dos outros,
com a atitude dos outros, com o defeito dos outros,
com o relacionamento dos outros, com os outros.
Olha para dentro,
pois é aí que você vai se encontrar.
Quem só olha para fora acaba se perdendo.
Apenas por um momento procura esquecer todo
e qualquer problema, incômodo ou chatice.
Sei que elas nos fazem visitinhas diárias.
Mas não te apega ao que machuca.
Abre espaço para o que renova.
Você tem tanto a agradecer,
já percebeu? Muito para realizar,
sonhar, crescer.
Será que vale a pena amarrar a cara
e reclamar tanto?
Não te queixa da falta de sorte,
da falta de companhia na sexta-feira à noite,
da falta de um salário melhor,
da falta de supérfluos.
Muita gente sofre por coisas piores,
como uma doença sem cura,
a barriga que não para de roncar,
a comida que falta no prato,
o pensamento que não obedece o corpo,
o corpo que se desintegra,
a vida que se esvai segundo após segundo.
O sonho de muitos era ter um pão dormido para comer,
puro, sem geleia, mel ou manteiga.
Um chuveiro com água fria,
só para limpar o corpo da sujeira.
Uma roupa furada, sem grife,
só para proteger a pele do frio.
Um olho no olho,
só para se sentir um pouco mais humano.
E você aí, na sua casa, no seu conforto,
se preocupando com a nova decoração da sala.
Será que vale a pena se queixar
tanto assim da vida?
Será que não é melhor focar nas coisas boas
que você possui,
nas pessoas que estão ao seu lado,
no amor que você recebe?
Será que não é melhor parar para pensar
que muitas vezes o que você acha certo
não é o que é realmente bom para você?
Pensa daí que eu penso daqui.
E, quem sabe, começamos a fazer
a nossa parte para mudar um pouco
as coisas neste mundo
tão carente de afeto.
Clarissa Corrêa...