quinta-feira, 1 de junho de 2017

Almas paralelas.

ALMAS PARALELAS

Só há encontro
No desencontro
De almas afins
Que caminham
Juntas, separadas
Na construção
Do templo individual
Que só um pode entrar
E orar ao Pai
Onde ninguém ouve
Onde ninguém fala
Somente vibração
Na realização
Da individuação
Do compartilhar
O sentido do existir
Almas paralelas
Juntas estão
No amanhecer
Separadas estão
No anoitecer
Juntas estão no adormecer
Separadas estão,
No acordar, despertar
Cada uma tem
O seu próprio tempo
E o seu próprio templo
Para rogar ao Criador
O florescer do puro amor.
Luiza Andrade

Resultado de imagem para Almas paralelas

terça-feira, 30 de maio de 2017

Brasil, ainda resta uma esperança..

Brasil, ainda resta uma esperança...


Ainda nos restam esperanças
de ver o Brasil sair da estagnação
e retomar o rumo do desenvolvimento

Para isso é necessário apagar tudo o que houve
fazer uma limpeza geral nos Poderes constituídos
reiniciar tudo de novo, com novas e sábias lideranças.

Mudanças na legislação vigente, antes de tudo
Para que se inicie com bases sólidas e perfeitas
que os lideres ajam dentro da democracia e da paz.

(lumah)


(luizammanfredi)

Publicado no Recanto das Letras
em 30/05/2017

domingo, 28 de maio de 2017

Deus e a Ciência.

Fato ocorrido em 1892, verdadeiro e parte integrante da biografia do protagonista.
Um senhor de 70 anos viajava de trem tendo ao seu lado um jovem universitário, que lia o seu livro de ciências. O senhor, por sua vez, lia um livro de capa preta. Foi quando o jovem percebeu que se tratava da Bíblia, e estava aberta no livro de Marcos.
Sem muita cerimônia o jovem interrompeu a leitura do velho e perguntou:
-O senhor ainda acredita neste livro cheio de fábulas e crendices?
-Sim, mas não é um livro de crendices. É a Palavra de Deus. Estou errado?
-Mas é claro que está! –retrucou o jovem. -Creio que o senhor deveria estudar a História Universal. Veria que a Revolução Francesa, ocorrida há mais de 100 anos, mostrou a miopia da religião. Somente pessoas sem cultura ainda crêem que Deus tenha criado o mundo em seis dias. O senhor deveria conhecer um pouco mais sobre o que os nossos cientistas pensam e dizem sobre tudo isso.
-É mesmo? E o que pensam e dizem os nossos cientistas sobre a Bíblia? – perguntou o velho demonstrando o interesse de quem quer aprender um pouco.
-Bem -respondeu o universitário-, como vou descer na próxima estação, falta-me tempo agora, mas deixe o seu cartão que eu lhe enviarei o material pelo correio com a máxima urgência.
O velho então, cuidadosamente, abriu o bolso interno do paletó e deu o seu cartão ao universitário.
Quando o jovem leu o que estava escrito, saiu cabisbaixo sentindo-se pior que uma ameba.
No cartão estava escrito:
"Professor Doutor Louis Pasteur, Diretor Geral do Instituto de Pesquisas Científicas da Universidade Nacional da França".
Louis Pasteur, ilustre pesquisador francês que descobriu a vacina anti-rábica e impulsionou a criação do Instituto Pasteur de Paris e várias outras instituições, que receberam o mesmo nome, no mundo todo.
O Instituto Pasteur da França foi fundado em 1888 pelo próprio cientista. Atualmente, este instituto é um dos mais famosos “Centros de Pesquisa”.
Após este fato ocorrido no trem com o jovem, o próprio Dr. Pasteur deixou como legado à humanidade a seguinte frase:
Um pouco de ciência nos afasta de Deus. Muito, nos aproxima.
Louis Pasteur

           Colaboração de Felice Valtortini - Milão-  Itália.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Veneza vista do céu..










                                                 Imagens: Google
                                                 Recebida por e-mail de um amigo italiano.


sábado, 1 de abril de 2017

Imagem vista a 27 mil km de distância...




         Desde 27mil Km

             Imagem recebida da Itália.
             

quarta-feira, 29 de março de 2017

O samba brasileiro- origem e notícias interessantes.

     
O Samba é considerado por muitos críticos de música popular, artistas, historiadores e cientistas sociais como o mais original dos gêneros musicais brasileiros ou o gênero musical tipicamente brasileiro. A despeito da centralidade ou não do samba como gênero musical nacional, sua origem (ou a história de sua origem) nos traz o registro de uma imensa mistura de ritmos e tradições que atravessam a história do país.
O samba originou-se dos antigos batuques trazidos pelos africanos que vieram (que foram trazidos) como escravos para o Brasil. Esses batuques estavam geralmente associados a elementos religiosos que instituíam entre os negros uma espécie de comunicação ritual através da música e da dança, da percussão e dos movimentos do corpo. Os ritmos do batuque aos poucos foram incorporando elementos de outros tipos de música, sobretudo no cenário do Rio de Janeiro do século XIX. A partir do século XIX, a cidade do Rio de Janeiro, que se tornara a Capital do Império, também passou a comportar uma leva de negros vindos de outras regiões do país, sobretudo da Bahia. Foi nesse contexto que nasceram os aglomerados em torno das religiões iorubás na região central da cidade, principalmente na região da Praça Onze, onde atuavam mães e pais de santo. Foi nessa ambiência que as primeiras rodas de samba apareceram, misturando-se os elementos do batuque africano com a polca e o maxixe. A palavra samba remete, propriamente, à diversão e à festa. Porém, como o tempo, ela passou a significar a batalha entre especialistas no gênero, a batalha entre quem improvisava melhor os versos na roda de samba. Um dos seguimentos do samba carioca, o partido alto, caracterizou-se por isso. Como disse o pesquisador Marco Alvito em referência à história da palavra: Um das possíveis origens, segundo Nei Lopes, seria a etnia quioco, na qual samba significa cabriolar, brincar, divertir-se como cabrito. Há quem diga que vem do banto semba, como o significado de umbigo ou coração. Parecia aplicar-se a danças nupciais de Angola caracterizadas pela umbigada, em uma espécie de ritual de fertilidade. Na Bahia surge a modalidade samba de roda, em que homens tocam e só as mulheres dançam, uma de cada vez. Há outras versões, menos rígidas, em que um casal ocupa o centro da roda. (ALVITO, Marcos. Samba. In: Revista de história da Biblioteca Nacional. Ano 9. nº 97. Outubro, 2013. p 80). ”Como referido, esse samba de roda determinou a essência do samba tipicamente carioca, isto é, seu caráter coletivo, com versos de improviso e refrões cantados em grupo. Na virada do século XIX para o século XX, o samba foi se afirmando como gênero musical popular dominante nos subúrbios e, depois, nos morros cariocas. Dois sambistas ficaram muito conhecidos nesse contexto: João da Baiana (1887-1974), filho da baiana Tia Perciliana, de Santo Amaro de Purificação, que gravou o samba “Batuque na cozinha”, e Donga (Joaquim Maria dos Santos) (1890-1974), que registrou, em 27 de novembro de 1916, aquele que ficou conhecido como o primeiro samba registrado em gravadoras: “Pelo telefone”. A partir dos anos 1930, o samba ganhou grande espaço na indústria fonográfica e também foi usado pela política ditatorial de Getúlio Vargas na época do Estado Novo. Um dos grandes estudiosos das raízes do samba também era sambista e figurou entre os nomes que se alastraram no Rio de Janeiro nos anos 1930. Seu apelido era “Almirante”, seu nome era Henrique Foreis Domingues (1908 - 1980), que depois se tornou radialista. Almirante integrou o grupo “Bando dos Tangarás” junto a Noel Rosa na Vila Isabel. Sua obra “No tempo de Noel Rosa” busca por elementos folclóricos do samba urbano desenvolvido no Rio e relaciona esse gênero com as várias influências de outros ritmos musicais de várias partes do Brasil. Nomes como Wilson Batista, Noel Rosa, Cartola e Nelson Cavaquinho também se tornaram referência desse período.
       

segunda-feira, 27 de março de 2017

AS NOSSAS ORAÇÕES ..-


        As nossas Orações.
Vota Nostra.
Le nostre Preghiere.

Pai Nosso que estais no céu
santificado seja Vosso Nome,
venha a nós o Vosso Reino,
seja feita a Vossa vontade,
assim na terra como no céu.
O pão nosso de cada dia nós dai hoje,
e perdoa nossas ofensas,
assim como nós perdoamos
a quem nós tenha ofendido.
Não nós deixeis cair em tentação,
e livrai-nos de todo mal.
Amém.


Pàter Noster quies in cælis,
Santificètur Nomen Tùum,
advèniat regnum T
fiat volùntas tua sìcut in cælo et in terra.
O pane nostrum cotidiànum dà nobis hòdie,
et dimitte nos dèbita nostra
sìcut et nos dimìttimus debitòribus nostris,
et ne nos indùcas in tentatiònem
sed libera nos a malo.
Amen.


Padre Nostro che sei nei cieli,
sia Santificato il Tuo Nome,
venga il Tuo Regno,
sia fatta la Tua volontà,
così in cielo come in terra.
Dacci oggi il nosto pane quotidiano,
rimetti a noi i nostri debiti
come noi li rimettiamo ai nostri debitori.
Non ci lasciar cadere in tentazione
ma liberaci dal male.
Così sia.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Ave Maria, cheia de graça,
o Senhor é Convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres,
e bendito é o fruto do Vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus,
rogai por nós pecadores,
agora, e na hora da nossa morte.
Amém.


Ave Maria, gràtia plena,
Dòminus Tecum,
benedìcta tu in mulièribus,
et benedìctus fructus ventris tui, Jesus.
Sancta Maria, Mater Dei,
ora pro nobis peccatòribus,
nunc et in ora mortis nostræ.
Amen


Ave, o Maria,
piena di grazia,
il Signore è con te.
Tu sei Benedetta fra le donne
e Benedetto é il frutto del tuo seno, Gesù.
Santa Maria, Madre di Dio,
prega per noi peccatori,
adesso, e nell'ora della nostra morte.
Così sia.


              Contribuição vinda da italia.
              Obrigada amigo italiano.

                Barra Velha, 27/03/2017

sábado, 25 de março de 2017

Imagens da Itália


 Imagens de Milão, em 27 de janeiro de 2006.
Contribuição de Felice Valtortini.

Milano, 27 de janeiro de 2006

Various Artists - Sonho Meu -

quinta-feira, 23 de março de 2017

GASTRONOMIA



  COMIDA  BRASILEIRA  

Comida brasileira

COMIDA  ITALIANA
Comida italiana

A palavra “pizza” vem do dialeto napoletano,
cujo significado é *coisa redonda e chata*...
mesmo as embalagens das peliculas cinematograficas
são chamadas de “pizza”, sendo que tem um diametro
de +/- 40 cm e a espessura de 25 mm.
 
COMIDA JAPONEZA

Comida japonesa

                 Contribuição do amigo italiano Felice Valtortini, ao qual agradeço.

                    Imagens enviadas por e-mail, por ele.

                  Barra Velha (SC) aos 23/02/2017


segunda-feira, 20 de março de 2017

André Rieu - Nightingale Serenade




  Serenidade para a alma... doce melodia!
  Grata pela contribuição amigo italiano!!

Austria and Edelweiss




   Contribuição do amigo italiano Felice Valtortini.
   Lindíssimo vídeo.


Austria


Flor Edelweis

         
            

domingo, 19 de março de 2017

Erupções vulcânicas- Vesúvio- Itália



Erupções

O Vesúvio entrou em erupção diversas vezes. A mais famosa, em 79, foi precedida por inúmeras outras na pré-história, incluindo pelo menos três de significante impacto, a mais célebre delas sendo a erupção de Avelino por volta de 1800 a.C., que engolfou diversos povoados da Idade do Bronze. Desde 79, o vulcão entrou em erupção em 172, 203, 222, provavelmente em 303, 379, 472, 512, 536, 685, 787, por volta de 860, por volta de 900, 968, 991, 999, 1006, 1037, 1049, por volta de 1073, 1139, 1150, e provavelmente em 1270, 1347 e 1500. Voltou a ficar ativo novamente em 1631, por seis vezes no século XVIII, oito vezes no século XIX (notavelmente em 1872), e em 1906, 1929 e 1944. Não houve mais erupções desde 1944, e nenhuma das ocorridas após 79 foram comparativamente tão intensas ou destrutivas.
As erupções variam significativamente em gravidade, mas são caracterizadas por acessos explosivos denominados plinianos. Ocasionalmente, as erupções são tão violentas que toda a extensão sul do continente europeu é coberta de cinzas; em 472 e 1631, as cinzas do vulcão chegaram a atingir Constantinopla (atual Istambul), a mais de 1,200 km de distância. De 1944 em diante, alguns deslizamentos na cratera levantaram nuvens de poeira, dando origem a falsos alertas de erupção.
No século XVIII a cidade de Pompeia e Herculano foram redescobertas embaixo da terra perto do Vulcão Vesúvio. Um homem estava escavando perto de lá e começa a ver pedaços de 'telhas'. Curioso, escavou tudo e descobriu cidades (Pompeia e Herculano) embaixo da terra, com casas destruídas e muito mais. Dentro das casas destruídas ainda havia resíduos de pessoas inteiras (cascas de pele petrificadas). Foi uma das maiores descobertas do mundo.
Os estudos da erupção de 79 foram comparados à erupção da Idade do Bronze, adiantando suposições de um possível futuro desastre. Supõe-se que, quanto mais tempo ele permanecer adormecido, pior será a erupção, pois, cientistas confirmam que se o Vesúvio entrar em erupção novamente, destruirá o país da Itália inteiro, mostrando tamanha força de erupção.
Características do cone

O monte Vesúvio tem um cone perfeito com as suas vertentes muito inclinadas e na sua cratera pode- se andar devido a um caminho lá construído.

         Contribuição do amigo italiano  Felice Valtorini.

         Imagens captadas na Web

       Resultado de imagem para monte vesúvio itália

Resultado de imagem para monte vesúvio itália

sábado, 18 de março de 2017

Receita para viver melhor

Receita para viver melhor

Mais favores, menos ordens.
Mais parques, menos shoppings.
Mais verde, menos cimento.
Menos contas, mais divertimento.
Menos doenças, mais saúde.
Menos ficar em casa, mais sair pro mundo.
Menos separados, mais ficando juntos.
Menos tédio, mais livros.
Menos términos, mais infinito.
Mais amigos, menos aflitos.
Mais confeitos, menos conflitos.
Mais conversas, menos gritos.
Menos terror, mais viagens.
Menos medo, mais coragem.
Mais festas, menos guerras.
Mais férias, menos miséria.
Mais prazer, menos dor.
Menos ódio, mais amor.
Mais querer viver melhor.
Ricardo Selva

 Excelentes dicas!!

quinta-feira, 2 de março de 2017

* O luar* Poema português.


“O LUAR”

Insone, a moça Luísa
Salta do leito, em camisa...
Verão! verão de rachar!
Calor! calor que devora!
Luísa vai dormir fora,
Ao luar...

Ardente noite estrelada...
Entre as plantas, descansada,
Põe-se Luísa a roncar.
Dorme toda a Natureza...
E que esplendor! que beleza
No luar!

Olha-a o luar com ciúmes...
E sabem vivos perfumes
Do jardim e do pomar:
E ela, em camisa, formosa,
Repousa, como uma rosa,
Ao luar!

Mas alguém (um fantasma ou gente?)
Chega-se prudentemente,
Para o seu sono espreitar...
    Alguém que, ardendo em desejo,
Lhe põe nos lábios um beijo,
Ao luar...

Ela dorme... coitadinha!
Nem o perigo adivinha,
Pobre! a dormir e a sonhar...
Sente o beijo... mas parece
Que é um beijo quente que desce
Do luar...

A lua (dizem-no os sábios...)
Também tem boca, tem lábios,
Lábios que sabem beijar.
Luísa dorme, em camisa...
Como é formosa a Luísa
Ao luar!

Vão depois correndo os meses,
Entre risos e revezes...
   Começa a moça a engordar...
Vai engordando, engordando...
E chora, amaldiçoando
O luar...

Já todo o povo murmura
E, na sua desventura,
Ela só sabe chorar;
Chora e diz que não sabia
Que tanto mal lhe faria
O luar...

O pai, que é homem sisudo,
Homem que percebe tudo,
Pergunta-lhe a praguejar:
“ Que é que tu tens, rapariga?!”
E ela: “ Eu tenho na barriga...
O luar!”

    Recebi do amigo italiano  Felicce.


Resultado de imagem para O luar

   

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Um novo dia....




                       


                        Um novo dia, de uma nova semana. Com a volta do verdadeiro horário. Acabou o horário de verão, bom para umas coisas do nosso cotidiano, ruim para outras. Retorno de nosso relógio biológico agora, após três meses, com os dias mais longos e as noites mais curtas.
                     Brilho na janela é o sol que veio me acordar, cheio de luz amarelo ouro. Como se sorrisse, alegre, cheio de vida me trouxe um recado:  levante!  Seu  dia começou, outro presente de Deus, mais um milagre, vamos, levante. Um lindo dia para fazer tudo que se quer, ou simplesmente não fazer nada, apenas ser feliz. Vamos, o dia nos pertence a esperança está aqui e nossa fé nos conduzirá.  Uma semana  abençoada  à todos.   

                                                    Luiza
                                                    Cascavel, PR
                                                    Na formatura de meu neto Guilherme.
                                                    19/02/2017            
                   

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Um feliz Natal o ano inteiro




 Não espere o Natal chegar para se doar
Para sentir o espírito, a magia dentro do peito
Na verdade! Eu prefiro atos de solidariedade
De janeiro à janeiro e não só no "Natal"
Então! Não espere que te digam o que fazer
Simplesmente faça o que teu coração pedir
Dê amor, dê carinho... dê um ombro amigo!
Doe um pouquinho do que existe dentro de você
Com os olhos da alma, enxergue a essência... sinta
Pois o coração que transborda amor é muito mais abençoado.
_Que o amor sempre se propague,
dentro do peito dos homens de boa vontade.
_____________Kity Araújo.


quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

AOS DESCOBRIDORES DOS ELEMENTOS QUÍMICOS... PIERRE E MARIE CURIE...



Radioatividade e seus verdadeiros criadores???

A descoberta do Rádio faz parte de um belíssimo trabalho em conjunto de um casal Frances Pierre e Marie Curie...


Tal capacidade de aprender, Pierre não fez o curso primário e secundário, foi educado pelos seus pais e aos dezesseis anos se bacharelou em Ciências, e aos dezoito anos tinha obtido o equivalente ao curso superior.


Foi considerado o físico Frances pioneiro no estudo de cristalografia, magnetismo, piezo-eletricidade e radioatividade.

 Pierre trabalhou com a sua mulher Marie Curie no isolamento do polónio e do rádio.


Eles foram os primeiros a usar o termo 'radioatividade', e foram pioneiros no seu estudo. No seu trabalho, incluindo o conhecido trabalho de doutoramento de Marie, usaram um electrômetro piezoeléctrico de precisão construído por Pierre e pelo seu irmão Jacques.


Pierre Curie e um estudante seu foram os primeiros a descobrir a energia nuclear, ao identificarem a emissão contínua de calor das partículas do rádio. Ele também investigou as emissões de radiação das substâncias radioativas, e conseguiu demonstrar, com o recurso a campos magnéticos, que as emissões apresentavam carga positiva, negativa ou eram neutras.


 Essas emissões correspondem às partículas alfa, beta e radiações gama.


Pierre foi agraciado com o Prêmio Nobel de Física de 1903;  juntamente com sua mulher Marie Curie, outra famosa física:- “em reconhecimento pelos extraordinários serviços que ambos prestaram através das suas pesquisas conjuntas sobre os fenômenos da radiação descobertos pelo professor Henri Becquerel”.


 Desde jovem em conjunto ao seu irmão mais velho Jacques Curie,  que ao comprimir cristais, através da eletricidade, a piezoeletricidade, e esse comportamento foi utilizado mais tarde nos toca disco e alto falante.


Em 1881, eles demonstraram a existência do efeito inverso, que os cristais podiam ser deformados quando submetidos a um campo elétrico. Quase todos os atuais circuitos eletrônicos digitais recorrem a este fenômeno.


Pierre antes de seu doutoramento sobre o magnetismo, ele concebeu e aperfeiçoou uma balança de torção extremamente sensível para medir os coeficientes magnéticos.


Estudou o ferromagnetismo, o paramagnetismo e o de magnetismo para sua tese de doutoramento, e descobriu o efeito da temperatura sobre o paramagnetismo que é atualmente conhecido por lei de Curie.


A constante material da Lei de Curie é conhecida como a constante de Curie.


 Também descobriu que as substâncias ferromagnéticas apresentam uma temperatura crítica de transição, acima da qual as substâncias perdem o seu comportamento ferromagnético.


Esta temperatura é conhecida por ponto de Curie.


Pierre Curie enunciou em 1894 o “princípio universal de simetria”:- As simetrias presentes nas causas de um fenômeno físico também são encontradas nas suas consequências.


Pierre e um estudante seu foram os primeiros a descobrir a energia nuclear, ao identificarem a emissão contínua de calor das partículas do rádio.


Ele também investigou as emissões  de radiação das substâncias radioativas, e conseguiu demonstrar , com o recurso a campos magnéticos, que as emissões apresentavam carga  positiva, negativa ou eram neutras.


 Essas emissões correspondem as partículas alfa, beta e radiações gama.


    Pierre Curie morreu em 19 de abril de 1906, ao sair de um almoço na Associação de Professores da Faculdade de Ciências, em resultado de um acidente de viação quando atravessava a Rue Dauphine em Paris durante uma tempestade. A sua cabeça foi esmagada pela roda de uma carruagem, escapando a uma provável morte por envenenamento por radiações como a que veio a matar a sua mulher.


 Os restos mortais de Pierre e Marie foram depositados na cripta do Panthéon de Paris em Abril de 1995.
O Curie (Ci) é uma unidade de radioatividade correspondente a 3.7 x 1010 desintegrações por segundo. O nome da unidade foi originalmente atribuído, em homenagem a Pierre Curie, pelo Congresso de Radiologia de 1910.


A filha de Pierre e Marie Curie, Irène Joliot-Curie e o seu genro, Frédéric Joliot, foram igualmente físicos destacados, que se dedicaram ao estudo da radioatividade.


Marie Curie, nascida na Polônia, seus pais eram abastados, mas perderam tudo nos levantes revolucionários, e ela em 1891, veio para Paris morar com sua irmã e durante o dia estudava e a noite dava aulas para sobreviver, chegando a desmaiar de fome, mas jamais esmoreceu e assim formou-se em física , química e matemática.


Trabalhou com Becquerel, quando conheceu Pierre e se casaram, mas já vinha desenvolvendo seus estudos em sais de urânio por conselhos de Becquerel, e assim que ganharam juntos o Nobel de Física em 1903, ela continuou com seus estudos em radioatividades e em materiais ganhando em 1911 o Premio Nobel de Química por descobrir os efeitos de radioatividade no Radio e no Polônio* ( *em sua homenagem como polonesa que era).


Quando seu marido morreu no acidente em que uma roda da carruagem esmagou a cabeça de seu marido, veio substitui-lo na Faculdade de Ciências na Cadeira de Física onde seu marido era o professor, sendo a primeira mulher com esse cargo na França.


Veio a falecer de Leucemia em 1934, devido a radioatividade dos materiais com que atuou durante seus anos envolvida nas pesquisas destes materiais altamente radiativos.


A minha simples homenagem em agradecer a medicina que posteriormente graças tais radioterapias que atualmente podem salvar vidas, bem como a utilização para detecção de falhas materiais através da radiografia, considero este casal que atuou juntos para o descobrimento de uma física que são os pais da FÍSICA NUCLEAR, desenvolvida a partir desta teoria e prática junto aos materiais radiativos.


Ciente de que deram a sua vida para o beneficio da ciência e das curas atuais aos nossos semelhantes, que jamais nos lembramos que devemos a alguns cientistas que buscam durante as suas experiências soluções químicas, médicas ou até mesmo através dessa quimioterapia que muito devemos ao casal de físico-químicos PIERRE E MARIE CURIE.


NOTA:- AO LADO DE UM GRANDE HOMEM OU DESCOBRIR SEMPRE EXISTE UMA GRANDE MULHER!!!

              Fonte: Recanto das letras
              Postagem do Poeta/Escritor : Ivan Tadeu dos Santos


sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Brasil: anos 90, a salada sonora, o advento do CD e da Internet

     
       Na década de 1990, o mundo presenciou uma nova etapa evolutiva na gravação e reprodução de áudio com a chegada do compact disc (CD). Os direitos autorais em música perderam mais ainda as estribeiras, além de acabar vorazmente com o monopólio elitista de todas as gravadores de Long Plays (bolachões de vinil). De lá para cá o que temos visto é um degringolar sem precedentes, pirataria, desrespeito por autoria, regravações e adaptações ao bel-prazer de tudo quanto é aventureiro e mercenário infiltrado no meio. A internet, essa caixa de Pandora, continua cada dia mais e mais liberal, aceitando e reproduzindo tudo o que dá na telha dos amantes do lucro, da vaidade e do desmedido prazer de adulterar. Sei que ela é democrática, e isso é o lado bom do dilema. O mundo já está mesmo mergulhado de vez no mar cibernético e se um dia sair desse virtual e sombrio mundo, será para entrar noutro derivado deste.  E com isso, será que a música popular ganha ou perde? Ganha, à medida que concede a cada anônimo artista expor sua criação, fazer seu vídeo, vender seu peixe, coisa que não acontecia antes, e perde o artista famoso que antes vendia seu disco e que agora tem que vender mesmo é o seu Show. A net dá acesso a todos os que desejam encher seu pen drives de tudo quanto é tipo de som do planeta, sem cobrar nada.
         Mas como a diversidade é o que importa, digo que os anos 90, formaram para mim a salada musical, simplesmente pela grande mistura, vejamos: despontou naquele cenário um forte caráter romântico nas vozes agudas de Chitãozinho e Xororó, e outras duplas como João Paulo e Daniel, e Leandro e Leonardo. No segmento Rap tivemos O Rappa, Planet Hemp, Racionais MCs, Pavilhão 9 e Gabriel, o Pensador. Já o Rock começou a misturar o caldo, a banda Raimundos, fundiu o Rock mais agressivo com Baião e o Repente como o maluco beleza Raul, já havia feito há quase duas décadas; A banda mineira Pato Fu, veio mostrando algo mais sensível em suas execuções; enquanto a banda Skank apelou para as repetidas batidas do Reggae. No campo da MPB, o violonista João Bosco trilhou vários caminhos rítmicos exibindo um ecletismo sem precedentes e pode-se dizer que, assim como o Gonzaguinha, transcendeu os limites da temática da MPB, compondo canções declaradamente engajadas.
      Ouvia-se de Adriana Calcanhoto, a Beto Barbosa: de Daniela Mercury, a Raça Negra, de Os Paralamas do sucesso a Gabriel O Pensador, com a sua Lôra Burra.


Agamenon violeir
Publicado no Recanto das Letras
Enviado por Agamenon violeiro em 09/12/2016
Código do texto: T5848319
Classificação de conteúdo: seguro

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

CHUVA ...

O melhor é abrir
o guarda-chuva
o sol se escondeu
e no céu tem nuvem.
A chuva vai cair
e para rua vou sair
gosto mesmo de curtir
vendo o céu se colorir.
Chuva que ajuda viver,
que nos faz enriquecer
embelezando a natureza
lavando toda tristeza.
Marta Peres

                  Imagem captada na web

A vida é um sopro...


Existem pessoas que parecem nunca mudar suas vidas.
Nascem numa cidade e nunca se mudam.
Algumas sequer viajam.
Tem gente que passa a vida trabalhando para ter mais dinheiro no futuro, mas nunca o usa no presente.
Para algumas pessoas a ilusão de se ter o domínio sobre o amanhã é o que mais lhes traz felicidade, pela falsa segurança que isto provoca.
Falsa porque ninguém pode prever realmente o dia de amanhã. Se de um lado esta imobilidade faz uma pessoa segura, junto com ela vem estagnação.
Muitos são os que têm medo da morte.
Não deve mesmo ser algo fácil encarar o absoluto desconhecido e de forma tão solitária. Mas, pior do que morrer é viver a vida pensando nisso.
Enquanto alguns vivem desafiando a morte, há uma quantidade muito maior de pessoas que deixa de experimentar coisas incríveis durante a vida pelo medo de perdê-la. No entanto, já a perde antes mesmo do falecer do corpo.
Sem contar os que vivem em torno de doenças, ao invés de usar a saúde que tem, pouca ou muita, para o dia que esta aí.
Desde pequenos ouvimos os mais velhos dizendo:
“A vida passa rápido demais”. E passa mesmo. Escorre por entre nossos dedos como água. Ou passam por nossos corpos como o vento.
A vida é um sopro.
Do alto dos meus quase quarenta, quando olho para trás, percebo um olhar de criança sobre algumas coisas e ainda me pego questionando: por que só agora fui entender tão nítida lição?
Por que não fui diferente antes? Como não me dei conta de que tal coisa funciona assim? E assim por diante.
Não é fácil olhar para trás e se dar conta de tantos erros e tantos entendimentos que vieram apenas com o passar dos anos.
Mas pior do que os arrependimentos das atitudes incorretas ou impensadas é a atitude nenhuma.
Somos seres sonhadores, pensantes e também errantes.
Precisamos de nossos sonhos para criar as metas de vida que nos causam bem estar quando as atingimos.
Assim como precisamos dos erros para o crescimento e maturidade individual.
Passamos muitas vezes uma vida inteira temendo a morte. Anos e anos nos lamentando pelos erros do passado.
Mas até esse lamentar faz parte de nosso aprendizado.
Pior do que deixar de viver pelo medo de morrer e do deixar de fazer pelo medo de errar, é o ir embora desta vida com a culpa de não ter vivido.
A vida está aí para ser vivida da melhor forma. Agora. Com o sorriso nos lábios, amor no coração e boa vontade com o que quer que a vida traga.
“Ah, mas e se estiver chovendo? Vivo amanhã!”.
Amanhã poderemos não estar mais vivos para sentir o frescor da chuva.
“Ah, mas eu não posso gastar meu dinheiro agora”.
Amanhã, se estivermos mortos, sequer precisaremos de tal dinheiro.
“Ah, mas agora eu tenho que trabalhar”.

A VIDA É UM SOPRO....
Existem pessoas que parecem nunca mudar suas vidas.
Nascem numa cidade e nunca se mudam.
Algumas sequer viajam.
Tem gente que passa a vida trabalhando para ter mais dinheiro no futuro, mas nunca o usa no presente.
Para algumas pessoas a ilusão de se ter o domínio sobre o amanhã é o que mais lhes traz felicidade, pela falsa segurança que isto provoca.
Falsa porque ninguém pode prever realmente o dia de amanhã. Se de um lado esta imobilidade faz uma pessoa segura, junto com ela vem estagnação.
Muitos são os que têm medo da morte.
Não deve mesmo ser algo fácil encarar o absoluto desconhecido e de forma tão solitária. Mas, pior do que morrer é viver a vida pensando nisso.
Enquanto alguns vivem desafiando a morte, há uma quantidade muito maior de pessoas que deixa de experimentar coisas incríveis durante a vida pelo medo de perdê-la. No entanto, já a perde antes mesmo do falecer do corpo.
Sem contar os que vivem em torno de doenças, ao invés de usar a saúde que tem, pouca ou muita, para o dia que esta aí.
Desde pequenos ouvimos os mais velhos dizendo:
“A vida passa rápido demais”. E passa mesmo. Escorre por entre nossos dedos como água. Ou passam por nossos corpos como o vento.
A vida é um sopro.
Do alto dos meus quase quarenta, quando olho para trás, percebo um olhar de criança sobre algumas coisas e ainda me pego questionando: por que só agora fui entender tão nítida lição?
Por que não fui diferente antes? Como não me dei conta de que tal coisa funciona assim? E assim por diante.
Não é fácil olhar para trás e se dar conta de tantos erros e tantos entendimentos que vieram apenas com o passar dos anos.
Mas pior do que os arrependimentos das atitudes incorretas ou impensadas é a atitude nenhuma.
Somos seres sonhadores, pensantes e também errantes.
Precisamos de nossos sonhos para criar as metas de vida que nos causam bem estar quando as atingimos.
Assim como precisamos dos erros para o crescimento e maturidade individual.
Passamos muitas vezes uma vida inteira temendo a morte. Anos e anos nos lamentando pelos erros do passado.
Mas até esse lamentar faz parte de nosso aprendizado.
Pior do que deixar de viver pelo medo de morrer e do deixar de fazer pelo medo de errar, é o ir embora desta vida com a culpa de não ter vivido.
A vida está aí para ser vivida da melhor forma. Agora. Com o sorriso nos lábios, amor no coração e boa vontade com o que quer que a vida traga.
“Ah, mas e se estiver chovendo? Vivo amanhã!”.
Amanhã poderemos não estar mais vivos para sentir o frescor da chuva.
“Ah, mas eu não posso gastar meu dinheiro agora”.
Amanhã, se estivermos mortos, sequer precisaremos de tal dinheiro.
“Ah, mas agora eu tenho que trabalhar”.
O trabalho deixa de ter qualquer significado quando partimos desta para melhor, como tantas outras coisas.
Para cada um de nós há diferentes razões de felicidade e contentamento sobre a existência. Então, que cada um possa vivenciar essas razões agora, porque o dia de amanhã pode simplesmente não existir.
A vida é mesmo um sopro.
Aproveite a brisa!
O trabalho deixa de ter qualquer significado quando partimos desta para melhor, como tantas outras coisas.
Para cada um de nós há diferentes razões de felicidade e contentamento sobre a existência. Então, que cada um possa vivenciar essas razões agora, porque o dia de amanhã pode simplesmente não existir.
A vida é mesmo um sopro.
Aproveite a brisa!

Roberto Shinyashik

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

A VIDA ...


Muitos afirmam:
- A vida é o presente,
É  no agora
que  ela acontece.
Devemos vivê-la hoje
Pois  ontem já passou
e o amanhã pode
nem  existir...
Discordo e pergunto:
- Que graça
teria a vida se o
passado  morresse
a cada novo dia?
- E quando o
Futuro  chegar,
o que faremos
com  ele pois nem
sequer  lembraremos
que  fomos nós mesmos
que  o construímos.
A vida é uma
Sequência  perfeita,
Onde  os tempos
Coexistem  entre si!

Rui Tavares - Poeta gaúcho

Resultado de imagem para A vida

domingo, 6 de novembro de 2016

Envelheça com juventude



 

ENVELHEÇA COM JUVENTUDE

Quando jovens, temos o poder de tudo. Somos os donos de tudo e tudo podemos naquilo que queremos.
Caímos e levantamos, xingamos e partimos pra outra sem ter medo de errar novamente e muito menos nos preocupamos com aquilo que acham da gente.
Ai começamos a amadurecer e a obedecer as regras. Através das exigências incessantes do mundo, começamos então a conhecer o medo de errar, o medo de ficar em evidência, o medo de fracassar, o medo de não ser aquilo que os outros gostariam que fossemos. E de repente o que era um pequeno ratinho, hoje depois de adultos ele se apresenta como um dinossauro.
Começamos então a ouvir conselhos de pessoas que na maior parte dos casos não querem o nosso bem e muito menos o nosso sucesso. Começamos então a nos arriscar menos, a questionar menos, a aceitar mais, e passar a reclamar mais das mesmas coisas entediantes que fazemos todo Santo dia.
O estado vegetativo que passamos a cultivar em nossa vida, é o responsável por pelo menos 50% de nossos fracassos e doenças.
O jovem que até outrora tinha o projeto de conquistar o mundo, hoje nada mais é do que um velho rabugento que a única coisa mais radical que consegue fazer é ir até a padaria comprar seu pão.
Velhice não quer dizer que você ficará entrevado num canto sua casa esperando a morte chamar seu nome. Velhice de verdade é continuar tentando mudar o mundo seja la de qual forma for. É fazer a diferença para outros ou então para si mesmo.
Boa parte das doenças que te afligem, foram criadas por você mesmo. Por uma mente cansada que perdeu a capacidade de escolher seu próprio rumo. Então bola pra frente e viva a loucura dos "Velhos Jovens" que não permitem que seus sonhos morram numa gaveta qualquer!!!

Christian Cleber

Enviado por Christian Cleber em 04/11/2016
Reeditado em 05/11/2016
Código do texto: T5813629
Classificação de conteúdo: seguro

       Sábia reflexão , do colega do Recanto das Letras.



segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Final de ano chegando, crises econômicas e sociais no País.

                           
                              Outubro chegando ao final
                              O ano passando depressa
                              Primavera que ainda não vi
                              Intempéries causando estragos
                              País parado em meio a corrupção
                              Se olharmos poucos ficam fora
                              De toda essa bandalheira...
                              Prendem um, este denuncia outro
                              Economia indo ao brejo
                              Quantos não conseguem o básico
                              Para a família alimentar....
                              Desemprego, salários parcelados...
                              Insegurança e violência causando medo
                              Ninguém mais segura esse país
                              Que seria rico se bem administrado
                              Na politica, jogo de interesses pessoais
                              Povo faminto tentando sobreviver
                              Agora, se PEC for aprovada no Senado
                              Teremos 20 anos de marcar passo
                              Dizem: para o Brasil sair da crise....
                              Mas como tudo muda nesse enredo
                              Tudo é efêmero a cada gestão
                              A dúvida assalta os brasileiros
                              Outros grupos assumem, mais mudanças
                              O crime avança deixando estragos
                              Crises econômicas e sociais
                              Educação no caos, saúde em crise
                              Resultantes das más administrações
                              Que gastaram sem planejamento
                               Vamos andando, prá ver onde chegaremos...

                                     Luiza
                                     Publicado no Recanto das Letras
                                     30/10/2016

                           
                          ===========================