segunda-feira, 4 de novembro de 2013

AQUELA NOITE NA PRAIA...


 Caía uma chuvinha fina
cujo pingar no telhado
nem dava para escutar...

O que se ouvia, ao longe,
ressoar incessantemente,
era o ruído do mar.

Beijávamos demoradamente
ouvindo a trilha sonora
repetida nos instantes

E no andar de cada hora
pela noite afora
Éramos intensos amantes...

A chuva fininha continuava
a escorrer pelo telhado
abafada pelo barulho do mar

E dos nossos corpos quentes
exalavam cheiros ardentes
que nos convidavam a amar!

Rui E L Tavares

-04Novembro2013-


AQUELA NOITE NA PRAIA...

Caía uma chuvinha fina
cujo pingar no telhado
nem dava para escutar

O que se ouvia, ao longe,
ressoar incessantemente,
era o ruído do mar.

Beijávamos demoradamente
ouvindo a trilha sonora
repetida nos instantes

E no andar de cada hora
pela noite afora
Éramos intensos amantes...

A chuva fininha continuava
a escorrer pelo telhado
abafada pelo barulho do mar

E dos nossos corpos quentes
exalavam cheiros ardentes
que nos convidavam a amar!

Rui E L Tavares

-04Novembro2013-
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário