quinta-feira, 14 de agosto de 2014

SEREIA


 Ao cair da tarde enquanto uma leve brisa me afaga o rosto,
Estou sentado no areal da praia. Olhando o oceano infinito
Cujas águas raiadas de um rubro intenso são cortadas com gosto
Por veleiro que vai neste por do sol majestoso no seu gabarito!
...
Lentamente uma voz cálida de encanto tamanho se eleva nos ares,
Entoando uma canção de amor de letra apaixonada
E música de notas agudas e suaves para enamorados e seus pares,
Era uma sereia bem linda de cabelos caídos pelos ombros que se queria amada!!!

AA.M. Chorro Manaia
Amigo de Faceook, Poeta.
14/08/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário