quinta-feira, 27 de junho de 2013

Soprando amor...



 (...) dia de chuva,
 melancolia turva nas
 curvas e esquinas do
 túnel do tempo, vazios
 e contratempos,
 lendo e relendo 
 sentimentos e movimentos
 em câmera lenta
 ou agitados demais;
 repaginando a vida,
 chove sorrindo e 
 até chorando; 
 matizando e pontilhando
 instantes e momentos;
 lágrimas chovendo 
 na aura clara,
 amenizando a dor que 
 me encara e escala;
 é madrugada, 
 ainda chovendo,
 acordando a esperança,
 trazendo lembranças 
 nas ondas do vento; 
 canção e acalento,
 soprando amor, 
 refazendo as cordas do
 coração apaixonado
 amando e incendiando
 por todos os lados.

 Marisa de Medeiros  - Poetisa, amiga de Face.

                                       

                                                            Imagem: orebate, blog de Marta Peres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário